18 de maio de 2012

Supposed happiness


9 comentários:

Paula disse...

Vi ontem essa imagem :)

E é uma imagem que mostra às vezes como na realidade estamos mas que damos a entender totalmente o contrário.

Maria Lúcia disse...

Acho que é exactamente isso que estou a tentar fazer mas tenho um grande defeito... Tenho muita dificuldade em demonstrar o contrário daquilo que sinto. Sinto, sinto, não consigo disfarçar :/

Paula disse...

Eu também por mais triste que ande, custa me disfarçar. E se o tento fazer, é uma dor enorme que se acumula no peito.
Às vezes vale mais falarmos e desabafarmos, do que trancar a tristeza dentro de nós.

Maria Lúcia disse...

Falar alivia mas eu não falo com ninguém... Ninguém sabe exactamente o que está a acontecer na minha cabeça...

Paula disse...

Mas não te podes fechar dessa maneira, só te estás a prejudicar a ti. Deves ter com certeza alguém mais próximo que tenhas confiança para conversar e desabafar, faz-o. Até mesmo para o teu próprio bem.

Maria Lúcia disse...

Confissão em primeira mão: hoje um médico mandou-me para o psicólogo! É preciso chegar aos 22 anos para precisar de um psicólogo??

Paula disse...

Eu ando num Lúcia e tenho precisamente 22 anos. E sabes, se tivesse ido mais cedo, talvez não me faria mal nenhum pelo contrario. Porque acabei por agravar o meu estado a nível psicológico que tb afecta o físico. Ganhei uma fobia também à conta do meu sistema nervoso. E estou a contar te isto porque de facto todos nós temos problemas e muitos deles nada fáceis de contornar, por isso se tiveres mesmo de recorrer a ajuda profissional, faz-o sem hesitar.

Maria Lúcia disse...

Obrigada por partilhares uma coisa tão importante comigo. Sempre fui muito céptica em relação aos psicólogos mas acho que vou ter mesmo de ir. Preciso mesmo de ficar bem depressa. Estou a bloquear e já não consigo fazer nada nem pensar para resolver os meus problemas.
Obrigada pela força e espero que tu fiques bem também e depressa!!!

Paula disse...

De nada, apenas senti necessidade de te dizer que afinal não és a única com problemas e que sempre que poderes recorre a ajuda. Acima de tudo ela não te vai curar é certo, mas aconselha. E só vai de ti, da tua força de vontade combater o que te perturba :) No meu caso tb tive de andar medicada, para me ajudar mesmo a ultrapassar algo que ainda não está ultrapassado, mas aos poucos e sem desistir, vou conseguir vencer os meus medos :)